Protecção e valorização de resultados

O que se entende pela Protecção e Valorização de Resultados da IDI? O que se pretende?

 

  • Para tirar partido do seu capital intelectual e dos resultados conseguidos nas actividades de IDI, as Organizações devem dispor de sistemas robustos de protecção e valorização de resultados;
  • A protecção do capital intelectual e dos resultados da IDI pode ser efectuada por mecanismos diversos: patentes, modelos de utilidade e desenhos, segredo, avanço tecnológico contínuo, avanço na curva de aprendizagem, e esforço de comercialização e serviço, incluindo o registo de marcas.
  • Nota: para melhor compreensão dos aspectos relativos aos Direitos de Propriedade Industrial em Portugal, consultar www.marcasepatentes.pt


Que benefícios estão associados à Protecção e Valorização de Resultados da IDI?

  • Criação de barreiras à comercialização dos produtos e/ou dos serviços e à utilização dos processos pela Concorrência;
  • Assegurar uma vantagem continuada face à Concorrência;
  • Salvaguarda dos direitos sobre novos produtos/ serviços/processos criados pela Organização;
  • Reconhecimento da Organização e da(s) sua(s) marca(s) por parte dos Clientes.

 

Macro Acções e Exemplos de Aplicação

  • Proteger o capital intelectual da Organização

    • Analisar, para cada situação, a melhor forma de protecção, tendo em conta as características da invenção e o modelo de negócio adoptado;
    • Ter em conta que, por vezes, será preferível conjugar várias formas de protecção;
    • Proteger as invenções fulcrais através do registo de patentes;
    • Considerar a possibilidade de utilização de modelos de negócio assentes em transacções relativas a Direitos de Propriedade Industrial;
    • Manter repositórios de invenções confidenciais que incluam provas de invenções e as datas em que foram alcançadas;
    • Proteger as inovações através do registo de marcas para produtos e serviços;
    • Utilizar a(s) marca(s) de forma consistente, vigiá-la(s) e criar uma marca forte (ou várias) para que os consumidores continuem a associar a(s) marca(s) à Organização, mesmo depois de a patente expirar;
    • Estar atento à envolvente da propriedade intelectual, principalmente em áreas envolventes à inovação fulcral, de forma a identificar falhas de protecção;
    • Assegurar e actualizar a identificação de zonas de propriedade intelectual em que é necessário recorrer a protecção;

Powered by