Gestão de Aprendizagem

O que se entende por Aprendizagem e Melhoria Contínua? O que se pretende?

  • A aprendizagem e melhoria contínua assume-se como uma das máximas para qualquer Organização que pretende desenvolver programas de inovação e reforçar a sua competitividade. A análise e a compreensão das razões dos sucessos e dos fracassos, por exemplo no desenvolvimento de novos produtos ou na sua comercialização, são fundamentais para melhorar o desempenho futuro da Organização;
  • Recorre-se nesta vertente, ao conceito do ciclo PDCA ou ciclo de Deming, onde a empresa deverá considerar no seu processo de inovação as actividades de Plan, Do, Check e Act.


Que benefícios estão associados à Aprendizagem e Melhoria Contínua?

  • Melhorar os sistemas da Organização;
  • Replicar metodologias de sucesso;
  • Evitar recorrência de erros;
  • Efectuar eventuais replaneamentos de actividades/projectos cujos resultados não se prevêem positivos;

Macro Acções e Exemplos de Aplicação

  • Inovar a partir de boas práticas reconhecidas

    • Participar em redes de associações ou entidades reconhecidas como difusores de boas práticas no âmbito da inovação;
    • Investigar junto de Clientes e Fornecedores possíveis boas práticas aplicadas por Concorrentes;
    • Solicitar a prestação de serviços externos para a identificação e obtenção de informação sobre boas práticas de inovação;
    • Analisar boas práticas noutros sectores de actividade, a partir de pesquisas dedicadas, por forma a adaptá-las à realidade da Organização;
    • Desenvolver capacidades internas para a adaptação e aplicação das boas práticas identificadas.
  • Aprender continuamente a partir da inovação

    • Rever continuamente os processos de inovação e respectivos indicadores de performance;
    • Analisar erros, não conformidades, desvios e reclamações decorrentes de processos de inovação;
    • Proceder sistematicamente à avaliação post-mortem dos projectos;
    • Divulgar internamente os ensinamentos obtidos.

Powered by