Renova

http://www.renova.pt

A Renova – Fábrica de Papel do Almonda, S.A. é uma empresa constituída em 1939, em Torres Novas. Até ao final da década de 50 dedica-se à produção de papel de embalagem, escrita e impressão, mas decide entrar numa área que viria a condicionar todo o seu futuro: os produtos de papel de uso doméstico e sanitário. As décadas seguintes ficam marcadas por fortes investimentos que culminam na construção de uma nova fábrica, onde se instala a segunda máquina totalmente dedicada à produção deste tipo de papel. Na década de 90 é dado o primeiro passo para a internacionalização, com a criação da Renova España, S.A., e são feitos investimentos que aumentam a capacidade de produção para 60.000 ton./ano. É nesta década que nasce a Divisão de Reciclagem (1992). Em 2002 prossegue a sua estratégia de internacionalização com a entrada no mercado francês e, mais tarde, lança-se no mercado belga. Em 2005 a Renova faz um lançamento inesperado: o primeiro papel higiénico preto do mundo. A fama do produto motivou um subsequente alargamento de gama e, sobretudo, uma rápida expansão da notoriedade da marca, com impacto positivo nos negócios internacionais da empresa. Presentemente, a Renova comercializa os seus produtos em cerca de 40 países, da Austrália aos Estados Unidos.

 

 

 

 

Processo de Certificação

 

O SGIDI da Renova vive o seu terceiro ano de vida. Como empresa associada da COTEC, a Renova integrou um conjunto de empresas-piloto que decidiram implementar no decorrer de 2007 um SGIDI capaz de cumprir com os requisitos da nova norma NP 4457:2007.

A organização atravessa um período de intensa actividade, resultado do desenvolvimento do negócio nos mercados em que está presente e noutros mercados geográficos de elevado potencial, e de inúmeros investimentos industriais e de gestão, resultando num esforço extra exigido a todos os colaboradores.

Ao nível da gestão do conhecimento, a empresa consolidou os desenvolvimentos e as práticas de utilização das novas ferramentas de partilha e produção de conhecimento. A intranet da Renova está cada vez mais no centro da gestão.

Faz parte da cultura Renova promover a adaptabilidade, a experimentação, a aprendizagem e a mudança contínua. O próprio nome «Renova» e a missão da organização - «Para um novo bem-estar...» - incluem explicitamente elementos relativos à promoção da inovação. A necessidade de competir em mercados cada vez mais maduros, com produtos diferenciados e de valor acrescentado, conduz a empresa a uma estratégia de negócio assente no vector inovação.

A preocupação em desenvolver continuamente produtos inovadores, a gestão da qualidade dos produtos produzidos e a grande focalização no cliente e nos cidadãos, são temas que há muito fazem parte da forma de estar da Renova e que notoriamente são reconhecidos fora da empresa.

O Sistema está implementado de acordo com os requisitos da NP 4457:2007 e conseguimos evidenciar uma cultura e práticas inovadoras, que têm vindo a ser implementadas no âmbito do produto, dos processos, da organização e do marketing.

 

 

Os colaboradores da Renova são intervenientes no Sistema de acordo com a definição das suas funções e relações hierárquicas. Dentro da estrutura da organização, especial destaque para o Business Research Group (BRG-MKT), o núcleo do Departamento de Marketing que permanentemente desenvolve actividades de IDI e está encarregue da concepção e do desenvolvimento dos produtos.

Este núcleo é complementado e alargado por membros de outros departamentos que também lideram ou colaboram nos projectos de IDI.

 

 

 

Paulo Miguel Pereira da Silva

Presidente do Conselho de Administração


A Renova decidiu dar à sua marca o papel principal da estratégia do seu negócio. Numa sociedade inundada de mensagens, apostámos na defesa de uma afirmação simples mas fundamental, que qualquer consumidor entende, e que nos dá identidade:

Renova. Para um novo bem-estar.

O conhecimento tecnológico é fundamental à eficiência e à inovação. O conhecimento da arte de melhor comunicar, tão essencial à gestão da imagem da marca Renova. O conhecimento de quem faz melhor o quê, tão importante quando temos de seleccionar as melhores pessoas para trabalharem connosco.

Pretendemos continuar a marca que mais inova no nosso sector. Gostaríamos de ser a marca mais amada nos lineares onde os produtos estão à venda.

Na ordem da Natureza, todo o efeito positivo tem uma causa positiva. Também na Renova, a causa precede o efeito: a nossa experiência e a nossa cultura de empresa. Uma cultura de inovação, informal, partilhada por todos.

É para mim um prazer trabalhar diariamente com pessoas deslumbrantes, diferentes umas das outras e com experiências distintas.

Elas são o SGIDI da Renova.

 

 

Boas Práticas Implementadas

  • Implementar processos para garantir mais e melhor inovação - Gestão de interfaces e do conhecimento

    É através do processo «Gestão das Interfaces e do Conhecimento» que a Renova induz na organização uma cultura do conhecimento, garante a captação do conhecimento externo das macro e micro envolventes e assegura a captação do conhecimento interno individual, de grupo ou organizacional; analisa, codifica e dissemina o conhecimento, fomentando a sua utilização e partilha.

    Este processo permite gerir as interfaces tecnológica, de mercado e organizacional do processo de inovação e assegura a circulação e transferência do conhecimento entre a organização e o seu ambiente.

    Os actores da envolvente externa ao SGIDI estão identificados na «Lista de Actores SGIDI» presente na intranet. Esta lista identifica as entidades externas que enriquecem o conhecimento da Renova.

    É no exercício diário das suas actividades que os diferentes colaboradores da Renova vão identificando os actores que com ela interagem, ou poderão vir a interagir, na troca de informação considerada útil para a produção do conhecimento, bem como na detecção de oportunidades e ameaças. A informação é classificada e arquivada na intranet Renova e constitui o conhecimento partilhado pelos diferentes colaboradores.

     

    Figura 6 - «Gestão das Interfaces e do Conhecimento»


    Interacção com o Mercado

    As análises internas e externas necessárias para assegurar a troca de informação/produção de conhecimento sobre o mercado, suas necessidades, valores e preferências estão definidas num conjunto de procedimentos que descrevem o modo como estas são planeadas, implementadas, mantidas e actualizadas, sendo estabelecidas periodicidades específicas de acordo com diferentes necessidades.

     

     

    O procedimento «Avaliação da Satisfação de Clientes e Cidadãos» define uma metodologia para a avaliação do grau de satisfação de clientes e cidadãos consumidores de produtos Renova. Os produtos Renova possuem dois destinatários, clientes e cidadãos, sendo a avaliação da sua satisfação baseada em critérios distintos. A avaliação da satisfação de clientes incide no grau de satisfação com o Serviço Comercial e Logístico por parte dos clientes directos da Renova, tendo como prática a realização periódica de inquéritos. A avaliação da satisfação de cidadãos incide no grau de satisfação da oferta Renova pelos utilizadores finais dos produtos Renova, tendo como prática a análise de informação proveniente de cidadãos e a realização de estudos de penetração e notoriedade da marca Renova.

  • Identificar resultados de inovação - Tipos de Inovação - Marketing

    Papel higiénico à la carte? Why not?

    Mesmo num ciclo económico onde o cinzento ameaça ser a cor dominante, a Renova continua a acreditar que, afinal, a vida tem muito mais graça quando é assumida… a cores!

     


    Com o objectivo de introduzir os seus produtos em novos grupos de consumidores, novos mercados geográficos e novos canais de vendas, a Renova tem vindo a mudar significativamente a estética dos produtos e das embalagens, a descobrir novas técnicas e meios de comunicação para os promover e a procurar novas formas de os distribuir.

    A Renova vai mais longe na forma de comercializar os seus produtos Premium e convida os consumidores a eleger as cores dos rolos de papel higiénico em cada embalagem.
    A experiência tem-se repetido em diversos centros comerciais, com a instalação temporária de uma boutique exclusiva da marca.

    A palete de cores Renova, recentemente ampliada com novas referências, é agora composta por Black, Red, Orange, Green, Blue, Fucsia e Yellow e está à disposição dos clientes numa apetecível montra delicatessen onde cada um poderá escolher a combinação de cores que mais lhe agrada, personalizando um produto que, afinal, será seu.

     

     


    Projectar espaços exclusivos em centros comerciais de referência tem sido uma estratégia trabalhada pela marca Renova, em experiências bem-sucedidas em galerias como o El Corte Inglés, Centro Comercial Colombo, Saldanha Residence, NorteShopping, CascaisShopping, conseguindo elevar o nível de serviço e a relação de intimidade que ousa estabelecer com cada um dos consumidores que prefere os seus produtos.

    Esta experiência de oferta de papel higiénico à la carte é igualmente possível noutros canais de vendas fora de Portugal e na loja on-line da Renova (shop.renovaonline.net), com entregas para todo o planeta.

    Além da possibilidade de escolha das cores dos rolos de papel higiénico, todos os produtos da gama Renova Black estão disponíveis nestas novas boutiques, incluíndo as inovadoras embalagens Renova Crystal, rígidas e cristalinas.

Powered by