Procter & Gamble

http://www.pg.com

To us, the moments that help make everyday life possible—across generations and geographic boundaries—are anything but ordinary. They’re the inspiration for our innovation, the place where P&G’s Purpose shines brightest in the lives of people around the world.

Boas Práticas Implementadas

  • Criar condições para estimular a inovação - Cultura de inovação

    A P&G desenvolve diversas práticas que suportam uma cultura direccionada para a inovação, tais como, despender mais recursos financeiros em espaços comuns na Organização que em espaços de trabalho individuais ou incentivar à proximidade e facilidade de comunicação entre os membros das diferentes hierarquias. Neste último caso referido, por exemplo, o vice-Presidente da área de design aloca a maior parte do seu tempo à troca ideias com os seus colegas e colaboradores, aprendendo e partilhando conhecimentos directamente da fonte mais rica de inovação, ou seja, a partir dos que diariamente necessitam de aceitar e procurar a mudança como algo essencial à evolução do negócio.

    Para potenciar a inovação, a P&G tira ainda partido das potencialidades do mundo virtual para captar, via online, feedback directo dos seus clientes. No seu site institucional, os visitantes podem accionar as opções “Try & Buy New Products” ou “Help Us Create New Products”, podendo em tempo real participar em focus group, onde outros visitantes debatem temas variados em torno da inovação na P&G.

    Desta forma, a Organização monitoriza cada debate, enquanto os participantes partilham opiniões sobre a própria P&G, a concorrência e os produtos respectivos. Este sistema de recolha de feedback e informação relevante em termos de percepção dos clientes, representa ainda uma mecanismo de poupança de esforços financeiros, dado que o mesmo representa apenas 1/10 do custo associado à aplicação de métodos tradicionais de focus group e é quatro vezes mais rápido.

     

    Referenciado em:
  • Mobilizar recursos para sustentar a dinâmica de inovação - Capital Humano

    A P&G são as suas pessoas e os valores sobre os quais vivemos. Atraímos e recrutamos os Colaboradores mais capacitados e competentes do Mundo. Actuamos na convicção de que os homens e mulheres da P&G serão sempre o nosso activo mais importante.”

    Na sua declaração de valores institucionais, a P&G como empresa consciente da importância de uma visão para o futuro, considera os seus Colaboradores como um elemento fundamental para realização do seu modelo de negócio.

    A empresa assume deste modo o compromisso que detém para com os seus Colaboradores compreendendo que os mesmos influenciam a capacidade de cumprimento dos objectivos estratégicos das Organizações.

     

    Referenciado em:
  • Implementar processos para garantir mais e melhor inovação - Gestão de interfaces e do conhecimento

    Num período em que é crítico para as Organizações identificar, de forma célere, as necessidades do mercado, os gostos dos seus clientes e a sua reacção a produtos oferecidos pelas mesmas, uma forma eficiente de obter resposta a estas problemáticas passa pela criação de mecanismos que permitam a interacção entre os diversos agentes do mercado, especificamente entre os clientes e as Organizações. Estes mecanismos funcionam como ponte entre os referidos agentes e da sua interacção resulta informação e conhecimento que deverão ser incorporados ao nível do negócio das Organizações.

    Compreendendo esta realidade, a P&G desenvolveu esforços para interagir com dois dos seus mais importantes segmentos de mercado – Mães e Adolescentes. Para este efeito, a Organização optou por criar networks isoladas para cada um destes segmentos, para que os indivíduos pertencentes aos mesmos pudessem interagir livremente. Para cada segmento de mercado, as networks providenciaram à P&G uma compreensão estratégica única relativa aos gostos, às características da procura e às atitudes dos seus clientes, bem como permitiram a recolha célere de feedback relativo a novos produtos e serviços da Organização, permitindo o aumento do  nível de reconhecimento da marca entre os seus membros, tirando partido do efeito “word of mouth”.

    Ainda numa perspectiva de Gestão do Conhecimento, a P&G desenvolveu um projecto de uniformização da informação relativa aos seus produtos, dado que a mesma encontrava-se dispersa por mais de 60 bases de dados. Com esta opção estratégica conduziu à construção de uma única base de dados (warehouse) que até ao momento permitiu à P&G poupar $5 milhões em custos administrativos relacionados com a redução de tempo necessário para a recolha de informação e outros $10 milhões em redução de custos de inventário.

     

    Referenciado em:

    http://globalbestpractices.pwc.com

  • Identificar resultados de inovação - Tipos de Inovação - Marketing

    Tipicamente cada mercado e região detém as suas particularidades, devendo os modelos de negócio das Organizações ser adaptados às diferentes realidades. Prova deste facto, aplica-se o caso da P&G na China. A Organização tinha por objectivo vender fraldas descartáveis para este mercado, no entanto, neste país, este produto  não era percepcionado  como fundamental. Para alterar a mentalidade e a percepção dos clientes chineses, a P&G conduziu uma análise completa do mercado, incluindo 6.750 visitas domiciliárias a Hospitais em diferentes regiões do País.

    Desta análise a Organização  concluiu que o uso de fraldas descartáveis reflecte-se em maiores ciclos de sono, que por sua vez conduzem a um aumento das capacidades cognitivas das crianças durante o seu crescimento. Com estes novos dados, foi desenvolvida uma campanha de marketing direccionada para enfatizar o desenvolvimento cognitivo e potencial académico dos jovens que na sua infância utilizaram fraldas descartáveis. Como resultado desta campanha, as vendas de fraldas descartáveis aumentaram significativamente na China, tendo a P&G gerado $1 bilião de vendas neste país no último ano.

     

    Referenciado em:
  • Identificar resultados de inovação - Avaliação de Resultados - Sociedade

    A P&G reconhece a relevância de temas como a Inovação e o Desenvolvimento Sustentável há mais de uma década, quando incorporou princípios de sustentabilidade nos seus planos estratégicos e na cultura da própria organização. Desta forma, a P&G procura por isso desenvolver continuamente novos produtos numa perspectiva de negócio sustentável.

    Serve de exemplo do referido, o lançamento de um novo detergente para roupa capaz de limpar eficazmente em água fria - Ariel. Na fase de desenvolvimento deste produto, a Organização analisou detalhadamente o impacto do novo produto em termos económicos, sociais e ambientais, através de indicadores definidos para o efeito, tendo em conta, por exemplo, o impacte ambiental do produto durante o seu ciclo de vida (incluindo a fase de fabrico, o pacote, a distribuição, etc.) e o reflexo traduzido em benefícios para a sociedade decorrente do consumo do produto.

    O lançamento do produto obteve grande sucesso, em grande parte devido à combinação de factores positivos associados à sua utilização: a poupança de dinheiro para os seus consumidores e a redução de energia dispendida para a sua utilização, culminaram na geração de um benefício colectivo para a sociedade.

     

    Referenciado em:
  • Grandes Tendências - Open Innovation

    P&G – Mais de um século a praticar Open Innovation

    Desde a fundação da Organização, há 175 anos, que o crescimento da P&G se deveu não só às inovações dos cunhados William Procter e James Gamble. De facto, desde essa altura, a empresa já praticava open innovation (sem na altura estar determinado este desígnio), através do estabelecimento de inúmeras parcerias com fabricantes de tecnologia.  A partir destas parcerias , a P&G criou cerca de 300 marcas em 180 países, tendo-se tornado um dos mais importantes players a nível mundial.

    No início dos anos 2000, o CEO A.G. Lafley transformou esta herança num pilar basilar da Organização, através da criação do modelo Conect+Develop (C+D). Pretendeu com este conceito não só criar novos produtos, mas sobretudo arranjar uma nova forma de fazer negócio, na medida em que desafiou toda a Organização a desenvolver 50% dos seus novos produtos através de outsourcing, ou seja, fora das paredes do seu departamento de I&D. Deste modo, o mecanismo de outsourcing não se aplica integralmente da forma tradicional, já que parte do mesmo funciona em sistema “aberto”, ou seja, alguns dos seus recursos de outsourcing pertencem a uma rede de Open Innovation que no total representam 7.500 colaboradores, dispersos à escala global. Estes elementos executam , individualmente ou conjuntamente, diferentes actividades associadas ao I&D, nomeadamente no que concerne ao desenvolvimento de novos produtos, sob direcção estratégica e operacional da P&G.

    Com este modelo de I%D, a Organização detém actualmente uma média de sucesso de 75% dos produtos por si desenvolvidos, um registo claramente superior aos 30% verificados em termos da média da indústria. São vários os produtos que surgiram deste modelo, reconhecidos pela generalidade do público. A título de exemplo salientam-se os seguintes: Swiffer, Tide, entre outros.

    Bottom line?..."together, we are stronger then apart"...

     

    Referenciado em:
  • Grandes Tendências - Redes Sociais

    A P&G desenvolveu uma campanha publicitária quer para a TV quer para a partilha online, conhecida como “Old Spice Man pomotion men’s body wash”, dava a possibilidade aos visualizadores de colocarem questões ao personagem da campanha, através do Twitter ou do Facebook. Em menos de três dias, os vídeos desenvolvidos  e colocados no Youtube para dar resposta às questões colocadas nestas redes sociais já tinha sido visualizados mais de 5.9 milhões de vezes. Paralelamente, o número de seguidores da Old Spice no Twitter aumentou de 3.000 para 48.000.

    A equipa por detrás desta campanha,  focalizou-se sobretudo no engagement, procurando obter diálogo directo de celebridades, influenciadores, consumidores e sites de social media em quantidades equilibradas. Sabiam exactamente o que dizer, quando e como, através da estruturação de uma linha eficiente de responsabilidades.

    Considera-se que este caso de marketing viral criou um precedente único e tornou-se uma referência no futuro do marketing digital.

    Referenciado em:

    http://mashable.com/2010/07/15/old-spice-stats/

Powered by