Parceria TSF

Indicadores de Inovação Painel de Opinião
  • Gonçalo Quadros

    Gonçalo Quadros

    CEO

    Critical Software

    Mais info
    24 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Criação de Produtos, Serviços e Modelos de Negócio através de Tecnologias de Informação"

    Gonçalo Quadros is co-founder and CEO of Critical Software SA, a software engineering company headquartered in Coimbra, Portugal, with offices in Lis- bon, Porto, San Jose (US), Southampton (UK), Yeovil (UK), São José dos Cam- pos (BR), Maputo (MZ) and Bucharest (RO).

    He graduated in 1987 in Electrical Engineering (Computer Science), worked in industry and taught at University of Aveiro and University of Coimbra prior to obtaining his PhD in Computer Science from the University of Coimbra in 2002.

    Gonçalo Quadros co-founded Critical Software in mid 1998 and won the best business plan award from the National Young Entrepreneurs Association (ANJE) in 1998. He was responsible for launching and consolidating several Company Business Units assuming responsibilities for project and technical management of some of the most important projects, and also for business de- velopment.

    As of the beginning of 2005 Gonçalo Quadros is the Chief Executive Officer of the company. During 2006 he was distinguished by the President of Portugal with the “Ordem de Mérito Grande-Oficial”. He received afterwards the II IN- SEAD Entrepreneurship Award (promoted by Portuguese INSEAD Alumni), and the Ernst&Young (Portuguese Branch) Emerging Entrepreneur of the Year Award.

    Ver outras opiniões
  • Carlos Moreira da Silva

    Carlos Moreira da Silva

    Mais info
    22 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Sofisticação dos processos de produção"

    Licenciado e Doutorado em Economia, na FEP e no ISEG, respectivamente.

    Director-Geral da COTEC Portugal desde 2009.

    Presidente do Conselho Fiscal da Bial, da Galp Energia e da Sonae SGPS.

    Vogal do Conselho de Administração da Fundação Bial.

    Foi Administrador do Finibanco e Administrador não executivo da Efacec, da AICEP, da Celbi e da INPARSA; Vogal do Conselho Geral e de Supervisão do BCP; Presidente do Conselho Fiscal de SPGM - Sociedade de Investimento.

    Foi Presidente da Direcção da EGP - University of Porto Business School (2000-2009) e docente da Universidade do Porto (1970-2009).
    Economista em regime de profissão liberal.

  • Paulo Azevedo

    Paulo Azevedo

    CEO

    Sonae

    Mais info
    22 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Despesas de Empresas em I&D em % do PIB"

    Licenciado em Engenharia Química pela École Polytechnique Féderále de Lausanne, possui também um MBA pela EGP-UPBS da Universidade do Porto.

    Entrou para a Sonae Tecnologias de Informação em 1988 como Analista e Gestor de Projectos de Novos Investimentos, tendo passado para a Sonae Indústria 2 anos mais tarde, assumindo as funções de Gestor de Projecto – Desenvolvimento Organizativo e Director Comercial para Portugal – Novos Negócios. Entre 1993 e 1996 foi Director de Planeamento e Controle Estratégico e Director de Desenvolvimento Organizativo, altura em que assumiu as funções de Administrador Executivo Merchandising, IT e Marketing na Modelo Continente Hipermercados. Em 1998 foi CEO da Optimus e de 2000 a 2007, CEO da Sonaecom. Desde 2007 é o CEO da Sonae e

    Chairman de diversas empresas, entre as quais Tafisa, Sonae Investimentos, Sonae Sierra, Sonaecom, MDS, Sonae MC, Sonae SR e Sonae RP.
    É também membro do ERT – European Round Table of Industrialists; membro do Conselho Geral da AEP – Associação Empresarial de Portugal e Presidente do Conselho de Curadores da Universidade do Porto.

    Ver outras opiniões
  • Paulo Pereira da Silva

    Paulo Pereira da Silva

    Presidente

    Renova Fábrica de Papel Almonda, SA

    Mais info
    21 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Despesas em Inovação, não I&D (% do volume de negócio)"

    Nascido em Portugal, na cidade de Lisboa. Ingressou em 1978 na École Polytéchnique Fédérale de Lausanne, Suiça, onde se licenciou em engenharia física, tendo realizado projectos na área teórica da física estatística aplicada à mecânica quântica. Regressou a Portugal em 1984, ano em que iniciou a sua actividade na Renova Fábrica de Papel do Almonda S. A., no âmbito da gestão industrial.

     

    Ver outras opiniões
  • António Murta

    António Murta

    Managing Director

    Pathena

    Mais info
    21 Março, 2014
    Comentário ao indicador "Aquisições governamentais de produtos tecnológicos avançados que fomentem a inovação tecnológica no país"

    Licenciado em Engenharia de Sistemas pela Universidade do Minho, MBA pelo ISEE (Universidade do Porto), AMP pelo INSEAD. De 1991 a 1997 exerceu funções de Director de Sistemas de Informação da Sonae Distribuição. Foi fundador da Enabler, empresa integradora de sistemas de informação focada em retalho, e da Mobicomp, empresa especialista de Soluções Móveis. Foi VP da Wipro Retail após a compra da Enabler pela Wipro. Actualmente é Managing Director da Pathena, sociedade de investimentos em "ventures" da qual é fundador.

    Exerceu actividade de docente a nível universitário em diversos cursos de Engenharia da Universidade do Minho, na Universidade do Porto (Faculdade de Economia e EGP) e no IST. Colabora igualmente com a Cotec, mormente no âmbito do Centro de Excelência de Desmaterialização das Transacções. É membro do Conselho Geral da Universidade do Minho.

    Ver outras opiniões
  • António Melo Pires

    António Melo Pires

    Director-Geral

    Volkswagen Autoeuropa

    Mais info
    18 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Investimento Directo Estrangeiro, em transferência de novas tecnologias para território nacional"

    António Afonso Reynaud de Melo Pires nasceu em Lisboa em 1957.

    Licenciou-se em Engenharia Mecânica, no Instituto Superior Técnico em Lisboa, em 1982.

    A sua primeira atividade profissional foi como professor de Ensino Secundário (1981/82). Ingressou nas Forças Armadas Portuguesas, primeiro no Exército como instrutor (1982/85) e depois na Força Aérea Portuguesa como Oficial Engenheiro Aeronáutico, de onde saiu em 1992 para integrar o Grupo Volkswagen.

    Nos quadros da Autoeuropa, onde ficaria durante 11 anos, desempenhou vários cargos e no final foi Diretor da Área de Prensas e Carroçarias.

    Em 2003 transitou para a Volkswagen Navarra em Espanha, com as mesmas funções, e em janeiro de 2006 para a Volkswagen do Brasil. Foi Diretor de Produção na fábrica Volkswagen Anchieta em São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, até 2007 e Diretor da fábrica de Curitiba, no Estado do Paraná, até 2010.

    No seu regresso a Portugal e à Volkswagen Autoeuropa, o Eng. António de Melo Pires exerce as funções de Diretor-Geral desde 1 de setembro de 2010.

    Ver outras opiniões
  • Artur Santos Silva

    Artur Santos Silva

    Mais info
    17 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Produtos e serviços de alta tecnologia - exportações em % do total de exportações"

    Presidente do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian, desde maio de 2012, Artur Santos Silva é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, tendo frequentado o Programa de Gestão para Executivos da Universidade de Stanford. É Presidente do Conselho de Administração do Banco BPI e da Partex Oil & Gas (Holdings) Corporation. Entre os vários cargos que desempenhou, destaca-se o de Presidente da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República e de Presidente do Conselho Geral da Universidade de Coimbra. Foi Vice-Governador do Banco de Portugal (1977/78), Secretário de Estado do Tesouro (1975/76), Diretor do Banco Português do Atlântico (1968/75), Docente convidado da Universidade Católica Portuguesa (1979/85), Assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (1963/67) e Docente convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (1980/82).

  • Eduardo Marçal Grilo

    Eduardo Marçal Grilo

    Mais info
    16 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Doutorados em Ciências & Engenharia e Ciências Sociais e Humanidades entre os 25 e 34 anos"

    Licenciado (1966) e doutorado (1973) em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa, obteve o grau de «Master of Science in Applied Machanics» pelo Imperial College – Universidade de Londres (1968).

    É administrador da Fundação Calouste Gulbenkian desde Outubro de 2000 e vice-presidente e administrador-delegado da Partex Oil and Gas (Holdings) Corporation desde 16 de Julho de 2002.

    Trabalhou no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (1966-76), foi director geral do Ensino Superior (1976-80), consultor do Banco Mundial (1980-91), director do serviço para a Cooperação da Fundação Calouste Gulbenkian (1989-95), presidente da Conferência Regular para os Problemas Universitários do Conselho da Europa (1983-84), presidente do Conselho Nacional de Educação (1992-1995) e Ministro da Educação do XII Governo Constitucional (1995-1999).

    É autor ou co-autor de diversos livros, relatórios e artigos nos domínios da Engenharia, Ajuda ao Desenvolvimento e da Educação/Formação.

  • Peter Villax

    Peter Villax

    Administrador

    Hovione

    Mais info
    14 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Patentes EPO (European Patent Office) por milhão habitantes"

    Nascido em Lisboa, em 1958, estudou no Liceu Francês em Lisboa e em Londres (1962-1976) e licenciou-se em Política e Economia pela Universidade de Aberdeen (Reino Unido) (1977-1982).

    Começou a sua carreira profissional como estagiário numa empresa de semi-condutores na California em 1982 a que se seguiu uma carreira de 8 anos como informático na Hovione. Em 1989-90, foi para o Japão com o “Executive Training Programme”, patrocinado pela EU, para aprender japonês e trabalhar para os clientes mais importantes da Hovione. Em 1991, ingressou na Administração da Hovione e a sua carreira tem sido dedicada à pesquisa e desenvolvimento de terapias de inalação pulmonar, tornando-se um inventor e autor de patentes.

    Afiliações:

    • Presidente da Associação de Empresas Familiares
    • Membro Externo do Conselho Superior / Assembleia:
      • Instituto de Tecnologia Química e Biológica, Universidade Nova
      • Faculdade de Farmácia, Universidade de Coimbra
      • Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa
      • Membro da Direcção, Health Cluster Portugal
      • Presidente da Comissão de Propriedade Intelectual, da Associação Comercial de Lisboa/CCI

     

    • COTEC
      • Antigo Secretário da Mesa da Assembleia Geral (2003-2006)
      • Membro do Conselho Fiscal
    Ver outras opiniões
  • Luís Portela

    Luís Portela

    Chairman

    Bial

    Mais info
    11 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Estado de desenvolvimento de clusters"

    Nascido em 1951 no Porto, é licenciado em Medicina pela Universidade do Porto, tendo feito algumas acções de formação em Gestão. Exerceu actividade clínica no Hospital de S. João apenas durante três anos e foi docente da Universidade do Porto durante seis anos, onde leccionou a cadeira de Psicofisiologia.

    Desligou-se da carreira médica e universitária para se dedicar à gestão de empresas. A sua actividade empresarial foi iniciada com vinte e um anos e aos vinte e sete assumiu a presidência dos Laboratórios Bial, cargo que tem exercido até à actualidade. Também é Presidente do Health Cluster Portugal, Presidente do Conselho Geral da Universidade do Porto e administrador da COTEC.

    Sob a sua presidência, em cerca de trinta anos, Bial tornou-se a primeira empresa farmacêutica internacional de inovação de origem portuguesa, operando actualmente em mais de 40 países. No Grupo Bial criou e desenvolveu dois Centros de Investigação, um na Trofa e outro em Bilbau, onde trabalham actualmente 111 pessoas, das quais vinte e sete são doutoradas. No centro da Trofa foi criado o primeiro medicamento de investigação portuguesa a ser lançado, em 2009, no mercado global.

    Aos quarenta anos foi condecorado pelo Presidente da República como Comendador da Ordem do Mérito e aos cinquenta com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito. Foi distinguido como Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Medicina de Cádis, Espanha, e pela Universidade do Porto, Portugal. Em 1998 foi distinguido com o Prémio de Neurociências da Louisiana State University, nos E.U.A. Em 2008 foi distinguido como “Empresário do Ano” pelo Rotary International. Em 2009 foi eleito Académico Correspondente pela Academia Portuguesa de Medicina e “Personalidade do Ano” pelo Jornal de Negócios.

    Ver outras opiniões
  • Rui Paiva

    Rui Paiva

    Presidente

    Wedo Technologies

    Mais info
    11 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Colaboração entre PME’s em % do total de PME’s"

    Licenciado em Matemática Aplicada e pós-graduado em Administração e Gestão, pela Universidade Nova de Lisboa, começou a carreira como Especialista de Informática e Telecomunicações na Portugal Telecom. Mais tarde passou pela Telecel/Vodafone como Responsável pelo Departamento de Infra-estruturas, Operações e Help Desk. Seguidamente foi Director do Departamento do Consultoria da HP Portugal. Foi também Director de Sistemas de Informação e Adjunto da Comissão Executiva da Optimus Comunicações. Actualmente é Presidente da Comissão Executiva da WeDo Technologies, acumulando ainda com o cargo de COO da Sonae Sistemas de Informação, membro da Comissão Executiva da Saphety, Mainroad e BizDirect.

     

    Ver outras opiniões
  • Carlos Faro

    Carlos Faro

    Presidente do Conselho de Administração

    Biocant

    Mais info
    10 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Publicações Público-Privadas por milhão de habitantes"

    O Dr. Carlos Faro concluiu o seu doutoramento em Bioquímica em 1991 na Universidade de Coimbra e realizou trabalho de pós-doutoramento na Oklahoma Medical Research Foundation, EUA sob supervisão do Prof. Jordan Tang. Em 1999/2000 foi Professor Visitante no Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade do Massachussetts, Amherst, EUA. Durante a sua carreira, o Dr. Carlos faro supervisionou 8 teses de doutoraments e 12 teses de mestrado, foram-lhe concedidos cerca de 1 ME em projectos de investigação e publicou mais de 40 artigos científicos em jornais internacionais com revisão. Em 2004 foi o líder do X-PROT, uma iniciativa de colaboração entre a academia e a indústria, que recebeu o European Innovation Award pela Comissão Europeia. Mais recentemente foi o responsável pela implementação do Biocant Park, o primeiro parque de Biotecnologia em Portugal. O Dr. Carlos Faro é Professor Associado de Biologia Molecular e Biotecnologia no Departamento de Bioquímica da Universidade de Coimbra e Director Fundador do Biocant.

     

    Ver outras opiniões
  • Alcino Lavrador

    Alcino Lavrador

    Presidente Executivo

    PT Inovação

    Mais info
    10 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Colaboração Universidades-Indústrias em I&D "

    Licenciado em Engenharia Eletrotécnica (ramo de telecomunicações) pela Universidade de Coimbra em 1985, ano em que ingressou no Centro de Estudos de Telecomunicações que viria a dar origem à PT Inovação da qual é presidente executivo desde Março de 2008. Exerceu diversas funções técnicas e de gestão na área de desenvolvimento de protocolos de redes e de novos serviços. Foi administrador executivo da PT Inovação de Julho de 2006 a Fevereiro de 2008 tendo anteriormente ocupado sucessivos cargos de gestão na empresa em Portugal e na subsidiária do Brasil onde foi Diretor Executivo de 2003 a 2006. Foi homenageado em 2010 na categoria Individualidade, pela Rede de Antigos Alunos da Universidade de Coimbra. Colabora com a COTEC nomeadamente no Conselho Consultivo e na Comissão de Acompanhamento da Rede PME Inovação. É ainda administrador da PT Sistemas de Informação e membro dos Órgãos Sociais de diversas entidades nacionais na área das Tecnologias de Informação e Comunicação.

     

    Ver outras opiniões
  • Joaquim Sérvulo Rodrigues

    Joaquim Sérvulo Rodrigues

    Mais info
    07 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Disponibilização de produtos e serviços financeiros variados"

    Joaquim Sérvulo Rodrigues, é desde a sua criação em 2000, CEO da Espírito Santo Ventures - Sociedade de Capital de Risco, SA, empresa de capital de risco do Grupo BES, com foco em empresas de base tecnológica e projectos de negócios inovadores com elevado potencial de crescimento. Com mais de 200 milhões de euros em activos sob gestão, investiu em perto de 50 empresas que estão a desenvolver produtos e serviços inovadores em todo o mundo, nas áreas de tecnologia limpa, saúde e TI.

    É membro do Conselho de Escola do Instituto Superior Técnico e membro do Conselho Nacional para o Empreendedorismo e a Inovação (CNEI).
    De 2004 a 2006 foi CEO da Crediflash, SA, a unidade de negócio de cartões do Grupo BES, e Director Geral do Departamento BES de crédito ao consumo. De 1997 a 2000 foi Director Geral Departamento de Canais Directos do BES. De 1983 a 1995 foi Professor Assistente no IST e Gestor de Projecto do INESC.

    Licenciado e mestre em Engenharia Electrónica e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa. Possui igualmente um MBA pela INSEAD (França).

  • Daniel Bessa

    Daniel Bessa

    Mais info
    24 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Valor Acrescentado Bruto Sectorial (VAB), em % do PIB"

    Licenciado e Doutorado em Economia, na FEP e no ISEG, respectivamente.

    Director-Geral da COTEC Portugal desde 2009.

    Presidente do Conselho Fiscal da Bial, da Galp Energia e da Sonae SGPS.

    Vogal do Conselho de Administração da Fundação Bial.

    Foi Administrador do Finibanco e Administrador não executivo da Efacec, da AICEP, da Celbi e da INPARSA; Vogal do Conselho Geral e de Supervisão do BCP; Presidente do Conselho Fiscal de SPGM - Sociedade de Investimento.

    Foi Presidente da Direcção da EGP - University of Porto Business School (2000-2009) e docente da Universidade do Porto (1970-2009).

    Economista em regime de profissão liberal.

    21 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Emprego em serviços de conhecimento intensivo em % da força de trabalho"
    17 Abril, 2014
    Comentário ao indicador " Exportações de alta tecnologia em % do total de exportações de produtos"
    15 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Capital de Risco (Venture Capital) em % do PIB"
    07 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Taxa de crescimento da produtividade da força laboral"
  • Isabel Caetano

    Isabel Caetano

    Mais info
    23 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Vantagem competitiva de empresas nacionais em mercados internacionais (low-cost vs. produtos únicos)"

    Licenciada e Mestre em Relações Internacionais. Frequentou o Programa Executivo 'Driving Strategic Innovation' no IMD e o programa de Doutoramento "Governação, Conhecimento e Inovação" na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra no âmbito do qual tem em curso o seu projecto para a apresentação de tese de doutoramento.

    Desde 1990 desempenha actividade profissional nas áreas da ciência,tecnologia e inovação. Assumiu cargos de direcção departamental no INESC, na Agência de Inovação e, desde 2003, na COTEC Portugal. É actualmente Representante de Portugal, através do IPQ, no CEN TC 389 "Innovation Management", Avaliadora do IPAC, Delegada Nacional para o 7º PQ da União Europeia e Convenor do grupo de trabalho na área de "Innovation Assessment" no CEN TC389.

    09 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Nível de investimento das empresas na formação dos seus colaboradores"
    08 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Despesa Pública em I&D em % do PIB"
    04 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Participação em formação e/ ou aprendizagem ao longo da vida por 100 habitantes, entre os 25 e 64 anos"
  • Manuel Mira Godinho

    Manuel Mira Godinho

    Mais info
    04 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Trademarks requisitados por residentes e não residentes"

    Manuel Mira Godinho é actualmente Professor Catedrático de Economia no ISEG, Universidade de Lisboa. Foi-lhe concedido o grau de Agregado em Economia pela Universidade Técnica de Lisboa em 2001. Obteve o grau de Doctor of Philosophy in Science and Technology Policy na Universidade de Sussex em 1995. Antes disso obteve o grau de Master of Science in Social and Economic Aspects of Science and Technology in Industry no Imperial College, Universidade de Londres, em 1986. Tem trabalhos publicados nas áreas da economia da inovação, dos direitos de propriedade intelectual e das políticas de ciência e tecnologia. Tem trabalhado como consultor de organizações públicas e privadas, em Portugal e noutros países, nas suas áreas de especialização.

     

  • Vítor Corado Simões

    Vítor Corado Simões

    Mais info
    15 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Balança de Pagamentos de Tecnologia em % do PIB"

    É professor no ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão (Universidade Técnica de Lisboa). As suas áreas de especialização são a Gestão da Inovação e a Gestão Internacional. Tem actuado como consultor de organizações internacionais, nomeadamente Comissão Europeia e OCDE. Presidiu ao Grupo de Trabalho do CREST (UE) sobre SMEs and Innovation. É membro do Conselho Consultivo da COTEC e do Conselho Consultivo do Plano Tecnológico. Participou no grupo de trabalho que desenvolveu o instrumento de Innovation Scoring da COTEC. Coordenou o estudo sobre a Rede PME Inovação da COTEC. Foi Presidente da European International Business Academy (EIBA), sendo hoje Fellow desta Associação.

     

    03 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Abrangência das Empresas exportadoras na Cadeia de Valor"
  • Diogo Cabral

    Diogo Cabral

    Mais info
    02 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Despesa Global em Educação (% do PNB)"

    Diogo de Bragança Cabral, consultor da área de Business Consulting da everis Portugal, é licenciado em Economia e mestre em Economia e Administração de Empresas pela Faculdade de Economia do Porto. Ingressou na companhia em 2012, após ter terminado o mestrado e o estágio curricular, realizado na área da banca. Na everis tem colaborado em ações relacionadas com a Inovação, nomeadamente a atualização anual do Modelo de Indicadores IDI do Barómetro de Inovação.

     

  • Rui Guimarães

    Rui Guimarães

    Vice-Presidente

    Fundação Serralves

    Mais info
    02 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Investigadores de I&D por milhão de habitantes"

    Nascido em Fafe a 11 de Agosto de 1949, com nacionalidade portuguesa.

    Engenheiro Mecânico (Universidade do Porto), Master of Arts (1976) e Doctor of Philosophy (1981) em Investigação Operacional (Universidade de Lancaster, Reino Unido) e Agregado (1998) (Universidade do Porto).

    Professor Catedrático da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto desde 1999 (tendo suspendido a sua actividade entre Setembro de 2003 e Junho de 2009). Aposentado desde Janeiro de 2011.

    Director Geral da COTEC Portugal, entre Setembro de 2003 e Junho de 2009.

    Participou na criação do INEGI – Instituto de Gestão e Engenharia Industrial, do qual foi o primeiro Presidente da Direcção (entre 1986 e 1989) e onde coordenou diversos projectos de cooperação com o meio empresarial.

    Participou na criação do ISEE – Instituto Superior de Estudos Empresariais e na sua conversão em EGP – Escola de Gestão do Porto, tendo desempenhado as funções de Presidente da Direcção (entre 1995 e 2000) e do Conselho Académico (entre 1989 e 2000).

    Membro do Conselho de Administração da Fundação de Serralves desde 2005 e, desde Janeiro de 2011, seu Vice-Presidente. Vogal do Conselho de Administração da Efacec desde Abril de 2011.

    Ver outras opiniões
  • João Caraça

    João Caraça

    Director

    Foundation Calouste Gulbenkian, Délégation en France

    Mais info
    01 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Qualidade das Instituições de Investigação Científica"

    Doutorado em Física Nuclear (Oxford) e agregado em Física (Lisboa) João Caraça é Director do Serviço de Ciência da Fundação Calouste Gulbenkian e Professor catedrático convidado do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa onde, entre outras funções, coordenou o Mestrado em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia (1990-2003).

    É membro do Conselho Directivo do EIT-Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia. Integra o Comité de Direcção do Forum Europeu de Filantropia e Ciência e é Presidente do Conselho Consultivo da COTEC – Associação Empresarial para a Inovação.

    Foi Consultor para a Ciência do Presidente da República (1996-2006) e é autor de mais de uma centena e meia de trabalhos científicos. Os seus interesses centram-se nas áreas da política científica e tecnológica e da prospectiva.

    Publicou Do Saber ao Fazer: Porquê Organizar a Ciência (1993), Ciência (1997), Science et Communication (1999), Entre a Ciência e a Consciência (2002) e À Procura do Portugal Moderno (2003). Participou na redacção de Limites à Competição (1994) e de A nova primavera do político (2007), bem como na organização de O Futuro Tecnológico (1999) e de Ideias Perigosas para Portugal (2010).

    Ver outras opiniões
  • Pedro Furtado

    Pedro Furtado

    Mais info
    16 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Despesas em Tecnologias de Informação em % do PIB"

    Pedro Furtado, consultor da área de Business Consulting da everis Portugal, é licenciado e mestre em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico. Ingressou na companhia em 2010 e desde então tem vindo a participar em vários projetos de consultoria de negócio, quer a nível estratégico, quer a nível operacional e processual, em setores como a Banca, Seguros, Utilities e Administração Pública. Integra a equipa interna que é responsável pelo Sistema de Inovação da everis Portugal.

     

    09 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Percentagem de jovens com idade entre 20 e 24 anos com pelo menos educação secundária"
    01 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Impacto do nível tributário no incentivo ao trabalho e ao investimento"
  • Francisco Veloso

    Francisco Veloso

    Director

    Católica - Lisbon School of Business and Economics

    Mais info
    31 Março, 2014
    Comentário ao indicador "Qualidade do sistema de educação"

    Francisco Veloso é o Director (Dean) da Católica - Lisbon School of Business and Economics, onde é também é Professor titular da Cátedra ZON de Inovação e Empreendedorismo. É também Professor no Departamento de Engenharia e Políticas Públicas em Carnegie Mellon, Universidade onde tem passado uma parte significativa da sua carreira.

    A sua investigação e ensino abordam a forma como empresas e regiões desenvolvem e exploram as suas capacidades científicas e tecnológicas para promoção do crescimento económico. O seu trabalho tem sido distinguido através de vários prémios, incluindo a Cátedra ZON, o Alfred P. Sloan Industry Studies Fellowship, o prémio Stan Hardy para o melhor artigo científico publicado na área de Gestão de Operações, e uma variedade de bolsas competitivas das Fundações para a Ciência dos EUA, Mexico, Portugal e ainda da Richard King Mellon Foundation.

    Francisco tem várias dezenas de artigos publicados em revistas académicas de referência internacional, incluindo a Management Science, Proceedings of the National Academy of Sciences, Academy of Management Review, Journal of Operations Management e Research Policy.

    Tem igualmente trabalhado com um leque alargado de empresas e organizações internacionais, incluindo a Alcoa, a Galp, a McKinsey & Co., a ZON, ou o Banco Asiático para o Desenvolvimento. É um educador dedicado, tendo supervisionado 9 teses de doutoramento, 5 das quais premiadas internacionalmente. Francisco Veloso tem um PhD em Gestão de Tecnologia do Massachusetts Institute of Technology e uma Licenciatura em Engenharia Física do IST.

    Ver outras opiniões
  • Miguel Fernandes

    Miguel Fernandes

    Mais info
    14 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Forma de obtenção da tecnologia por parte das empresas (licensing vs. I&D in-house)"

    Miguel Fernandes, é atualmente Director da área de Business Consulting, assumindo responsabilidades por projetos de consultoria estratégia e de gestão, modelos organizacionais e dinâmicas de eficiência, em sectores como Banca, Seguros, Utilities e Administração Pública. É o Innovation Manager da everis Portugal. Possui mais de 13 anos de experiência em consultoria e está na everis desde 2008. É licenciado em Economia e Mestre em Economia Monetária e Financeira pelo Instituto Superior de Economia e Gestão.

     

    08 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Renovações de Empresas (entrada e saída de PME's) em % do total de PME’s"
    03 Abril, 2014
    Comentário ao indicador "Captura e retenção de talento"
    31 Março, 2014
    Comentário ao indicador "Eficiência judicial"
  • António Vidigal

    António Vidigal

    Presidente do Conselho de Administração

    EDP Inovação

    Mais info
    02 Maio, 2014
    Visão de António Vidigal para o futuro da economia Portuguesa

    Engenheiro Electrotécnico, Área de Sistemas de Energia pelo IST.

    Director Geral da EDP, sendo Presidente da EDP Inovação e da Labelec. Responsabilidade sobre a área de Sistemas de Informação do Grupo EDP.

    Encontra-se no Grupo EDP desde 1977, tendo ocupado um conjunto de lugares diversificados:

    • "Chief Information Officer do Grupo EDP"
    • Foi Administador Executivo da Holding EDP;
    • Fundador da Edinfor, como "spin-off" da área de Sistemas da EDP, empresa de que foi o primeiro CEO.
    • Membro da Comissão Executiva da Optimus, durante os primeiros anos da Empresa, como responsável das áreas de Sistemas, "Call Centres", Recursos Humanos e Regulação.
    • Membro da Comissão Executiva da Oni e Presidente Executivo da OniWay (empresa de móveis de terceira geração que foi descontinuada).
    • "Chief Risk Officer" do Grupo EDP.
    02 Maio, 2014
    Opinião de António Vidigal sobre o estado da Inovação em Portugal
  • José Joaquim de Oliveira

    José Joaquim de Oliveira

    Presidente

    Câmara de Comércio Americana em Portugal

    Mais info
    01 Maio, 2014
    Visão de José Joaquim de Oliveira para o futuro da economia Portuguesa

    José Joaquim de Oliveira nasceu em Lisboa é casado e tem um filho.


    Estudou electrotecnia no que é actualmente o Instituto Superior de Engenharia de Lisboa.


    Foi admitido nos quadros da Companhia IBM Portuguesa em 1975, tendo desempenhado até 1980 funções na área técnica como analista de sistemas. Em 1980 inicia a sua actividade na Divisão de Vendas, área onde desenvolveu grande parte da sua carreira na IBM desempenhando várias funções e assumindo diversas responsabilidades como Director de Marketing e Director de Vendas.

    Em Janeiro de 1997 é nomeado Director Geral de Software de Portugal e Espanha, cargo que acumula com o de Membro do Conselho Directivo da Companhia IBM Portuguesa.

    A 1 de Fevereiro de 1998 é nomeado Administrador-Delegado da Companhia IBM Portuguesa, SA, responsabilidade que complementa a de Presidente da IBM em Portugal. Nesta ocasião frequenta um curso para executivos na sede da IBM Corporation em Armonk, Nova York. Ao longo da carreira frequenta vasta formação interna na Companhia. No que respeita a outra formação externa, referencia para um Master em gestão Comercial e Marketing que conclui em 1996.

    Em 12 de Janeiro de 2012 deixa a Presidência da IBM em Portugal, cargo que exerceu durante 14 anos, e assume, como Executive Director, a responsabilidade pelo negócio de Cloud Computing da IBM em Espanha, Portugal, Grécia e Israel, que acumula com outras responsabilidades na mesma região geográfica.

    Em 30 de Setembro de 2012 termina a sua ligação à IBM.
    Actualmente é Presidente da Câmara de Comércio Americana em Portugal.

    01 Maio, 2014
    Opinião de José Joaquim de Oliveira sobre o estado da Inovação em Portugal
  • Gonçalo Quadros

    Gonçalo Quadros

    CEO

    Critical Software

    Mais info
    30 Abril, 2014
    Visão de Gonçalo Quadros para o futuro da economia Portuguesa

    Gonçalo Quadros is co-founder and CEO of Critical Software SA, a software engineering company headquartered in Coimbra, Portugal, with offices in Lisbon, Porto, San Jose (US), Southampton (UK), Yeovil (UK), São José dos Campos (BR), Maputo (MZ) and Bucharest (RO).

    He graduated in 1987 in Electrical Engineering (Computer Science), worked in industry and taught at University of Aveiro and University of Coimbra prior to obtaining his PhD in Computer Science from the University of Coimbra in 2002.

    Gonçalo Quadros co-founded Critical Software in mid 1998 and won the best business plan award from the National Young Entrepreneurs Association (ANJE) in 1998. He was responsible for launching and consolidating several Company Business Units assuming responsibilities for project and technical management of some of the most important projects, and also for business de- velopment.

    As of the beginning of 2005 Gonçalo Quadros is the Chief Executive Officer of the company. During 2006 he was distinguished by the President of Portugal with the “Ordem de Mérito Grande-Oficial”. He received afterwards the II IN- SEAD Entrepreneurship Award (promoted by Portuguese INSEAD Alumni), and the Ernst&Young (Portuguese Branch) Emerging Entrepreneur of the Year Award.

    30 Abril, 2014
    Opinião de Gonçalo Quadros sobre o estado da Inovação em Portugal
  • Peter Villax

    Peter Villax

    Administrador

    Hovione

    Mais info
    29 Abril, 2014
    Visão de Peter Villax para o futuro da economia Portuguesa

    Nascido em Lisboa, em 1958, estudou no Liceu Francês em Lisboa e em Londres (1962-1976) e licenciou-se em Política e Economia pela Universidade de Aberdeen (Reino Unido) (1977-1982).

    Começou a sua carreira profissional como estagiário numa empresa de semi-condutores na California em 1982 a que se seguiu uma carreira de 8 anos como informático na Hovione. Em 1989-90, foi para o Japão com o “Executive Training Programme”, patrocinado pela EU, para aprender japonês e trabalhar para os clientes mais importantes da Hovione. Em 1991, ingressou na Administração da Hovione e a sua carreira tem sido dedicada à pesquisa e desenvolvimento de terapias de inalação pulmonar, tornando-se um inventor e autor de patentes.

    Afiliações:

    • Presidente da Associação de Empresas Familiares
    • Membro Externo do Conselho Superior / Assembleia:
      • Instituto de Tecnologia Química e Biológica, Universidade Nova
      • Faculdade de Farmácia, Universidade de Coimbra
      • Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa
      • Membro da Direcção, Health Cluster Portugal
      • Presidente da Comissão de Propriedade Intelectual, da Associação Comercial de Lisboa/CCI

     

    • COTEC
      • Antigo Secretário da Mesa da Assembleia Geral (2003-2006)
      • Membro do Conselho Fiscal
    29 Abril, 2014
    Opinião de Peter Villax sobre o estado da Inovação em Portugal

Saiba mais